A poderosa da balada

Esta série de textos semanais propõe um diálogo sobre as mentiras que rodeiam nossas vidas e suas consequências. Neste texto, questionamos se fazer-se de poderosa significa ter auto-estima e ser segura de si mesma.

“A mulher e os médicos sabem bem como a mentira é necessária aos homens.”

– Anatole France

Verdade seja dita. As mulheres têm uma vantagem enorme frente aos homens, quando o quesito é a beleza. Maquiagem. A possibilidade de mudar o penteado, o corte, a cor do cabelo. Diferentes tipos de roupas, que realçam aquilo que a mulher quiser realçar. Sapatos dos mais variados modelos, saltos das mais variadas alturas e larguras, cores e texturas a explorar. É claro que todo esse ritual tem um preço, e a vida das mulheres não é nada fácil, mas certamente menos monótona que as opções que os homens têm à sua disposição.

E depois de horas na frente do espelho, você pode acabar se descobrindo como a poderosa da balada. A mais observada. A mais invejada. A mais desejada. E talvez até por isso mesmo a mais livre, aquela que quer curtir a noite, ser apreciada em toda a sua beleza e sensualidade. E que seja assim, se é isso que você deseja. Você escolhe como quer curtir a sua noite de estrela. Você é a atração principal, o centro das atenções.

Agora avance no tempo, imagine-se na manhã seguinte e como se sente. Satisfeita? Plenamente realizada? Cheia de ótimas lembranças da noite anterior? Contando os dias para a próxima balada? Ou o sentimento é de vazio, como se aquilo que se passou fosse uma válvula de escape para a dura realidade de uma vida infeliz? Uma resposta sincera a este teste vai dizer se você é, de fato, a poderosa da balada, ou apenas se faz passar por alguém que não existe de verdade.

“As mulheres mentem bem porque, ao mentirem, quase se convencem de que estão a dizer a verdade.” 

– Henri Régnier

Se você sabe quem você é, acredita na sua beleza e tem auto-estima e amor próprio, então você já é poderosa em qualquer balada. Seja você o centro das atenções ou não. Seja você a mais desejada e a mais invejada das mulheres ou não. Nada disso realmente importa. O que importa é o quanto você aproveita o momento, esteja você sozinha, em um grupo de amigos ou com quem você quiser. A escolha é toda sua. Você tem poder e liberdade. E você decide como a sua noite vai acabar, se vai terminar ao lado de alguém ou se vai voltar para casa sozinha. E sabe que o amanhã estará cheio de boas vibrações, a bateria recarregada depois da balada, e que outras baladas virão, e outras tantas noites mais pra curtir e celebrar a vida.

Mas se tudo aquilo não passou de uma mentira, se aquela mulher sedutora é apenas personagem de uma história de ficção, então lembre-se que a pessoa mais afetada por essa mentira é você mesma. E que essa obsessão por ser a mais gostosa, a mais desejada, a mais invejada, não mudará o fato de sua alma carregar o enorme peso do vazio, da infelicidade, da insatisfação consigo mesma.

Makhmutova Dina

Mas não se desespere. Nem tudo está perdido. Basta se encontrar, buscar a verdadeira mulher que vive dentro de você, e deixar a alegria, a beleza, a sensualidade e, acima de tudo, a inteligência dessa mulher de verdade elevar sua autoestima, transformando aquela personagem de um filme barato na verdadeira poderosa da balada, da escola, do trabalho, de sua casa, do encontro com os amigos. Porque o seu poder não precisa ser restrito à sua beleza exterior. O seu poder pode, e deve, vir da beleza que vem da sua alma.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.