A Mão Que Te Alimenta | A. J. Rich

Editora Record | 2019 | 265 páginas

Nem o termo “sociopatia” nem o “psicopatia” aparecem no Manual diagnóstico e estatístico de transtornos mentais. O termo mais próximo de “sociopatia” é “transtorno de personalidade antissocial”. Os critérios para diagnóstico incluem falta de autoestima, autonomia, empatia e intimidade, assim como uso de manipulação e fraudes, e presença de hostilidade, insensibilidade, irresponsabilidade, impulsividade e indiferença ante as próprias limitações: assumir riscos.

Morgan Prager é mestranda em psicologia forense, apaixonada por cães e dedicada à sua dissertação acerca do perfil da vítima de um sociopata. Mas e se ela própria se descobrisse uma das vítimas? Ou se alguns dos critérios para diagnóstico de sociopatia fossem claramente atribuíveis a si mesma?

Logo de início, as autoras Amy Hempel e Jill Ciment (A. J. Rich é o pseudônimo adotado pela dupla) nos presenteiam com uma apavorante cena: ao retornar a seu apartamento, Morgan se depara com manchas de sangue no chão e nos pelos de seus cães; mais adiante, o corpo dilacerado de seu noivo, Bennett.

Na tentativa de comunicar o ocorrido à família do noivo, Morgan acaba descobrindo que ele não era quem dizia ser. Essa é apenas a ponta do iceberg, em uma sequência de mentiras que envolvem golpes e assassinatos.

Esta foi minha segunda leitura de 2020, concluída em dois dias. Como a história foi extremamente bem escrita, incluindo elementos que realmente me interessam – psicologia, suspense e cães – não tinha como parar de lê-la! E o melhor de tudo: para mim, a grande revelação veio a poucas páginas do final do livro, após as mais diversas teorias conjecturadas em minha mente. Enfim, um final mais que surpreendente!

A vítima só se torna uma sobrevivente depois do fato.

Além da história super bem construída, o livro traz diversas reflexões acerca da relação entre homens e animais, bem como a relação de poder e submissão entre seres humanos. Uma aula de comportamento humano, na forma de um thriller psicológico.

Recomendo com todas as estrelas possíveis!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.